DOE PALAVRAS

Um movimento para levar mensagens de força aos pacientes com câncer do Instituto Mário Penna.

http://www.doepalavras.com.br/

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

BRASILEIRO RECLAMA DO QUÊ?

- Fala no celular enquanto dirige

- Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento
- Para em filas duplas, triplas em frente às escolas
- Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas
- Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas
- Estaciona em vagas exclusivas para deficientes
- Suborna ou tenta subornar quando são pegos cometendo infração
- Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura
- Viola a lei do silêncio
- Dirige  após consumir  bebida alcoólica
- Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas
- Espalha mesas e churrasqueira nas calçadas
- Pega atestado médico sem estar doente, só para  faltar ao trabalho
- Faz gato de luz, de água e de TV a cabo
- Registra imóveis no cartório num valor  abaixo do comprado para pagar menos impostos
- Compra recibos para abater na declaração do imposto de renda
- Muda a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas
- Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota de 20
- Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes
- Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado
- Compra produtos piratas com a plena consciência de que são piratas
- Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca
- Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus,  sem pagar passagem
- Emplaca o carro  fora do seu domicílio para pagar menos IPVA
- Leva das empresas onde trabalha pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis….  Como se isso não fosse furto.
- Comercializa os vales transportes e vale refeição que recebe das empresas onde trabalha


E quer que os políticos sejam honestos? Estes políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo. 


Ou não? 


Brasileiro reclama de quê, afinal?


Fonte: blog - O Treco Certo

Nenhum comentário:

Postar um comentário