DOE PALAVRAS

Um movimento para levar mensagens de força aos pacientes com câncer do Instituto Mário Penna.

http://www.doepalavras.com.br/

terça-feira, 4 de maio de 2010

Eu escolho o arco-íris
















Na minha imaginação de menina achava que quanto mais velha ficasse, mais simples seriam as questões ou os porquês. Seria a influência dos contos de fada?
Eis que me surpreendo ao ver agora que, muitas vezes, quanto mais velhos ficamos mais pesada fica a carga emocional, maior é a mochila nas costas. Mais um término, mais uma dor, mais um sofrimento para dentro da caixa preta das emoções. Aquelas emoções que não queremos fazer contato. 
Olho as caras sérias no metrô, depois de um dia de trabalho, e quase não vejo sorriso ou bem estar. A tensão, preocupação e o disco mental arranhado predomina na maioria dos rostos. E assim parece que vamos virando uma colcha de retalhos, cada vez mais gasta, sem cor, sem vida. Cadê a vida que estava aqui? Sumiu!
Como faço para envelhecer na leveza, sem tanto pesar? Sem negar que o sofrer existe, mas simplesmente me conectando com aqueles sentimentos mais elevados mesmo nas horas mais áridas?
Me recuso a deixar que essa minha colcha de retalhos desbote de vez! Posso ter que remendar um buraco aqui e outro ali, mas prefiro antes me queimar com essas cores ferventes, avermelhadas, intensas dos meus retalhos de agora do que ir seguindo anêmica, sentindo só pela metade - por puro medo e dores acumuladas - sendo só a metade amarelada de uma vida prisma que pode ser arco-íris multifacetado.

Eu escolho o arco-íris.



Tonin


http://alegria-tonin.blogspot.com/

2 comentários:

  1. eu também!!!
    fico com o arco-íris!!
    abraços coloridos

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!
    Vamos fazendo a nossa corrente...
    Abraços coloridos!
    :D

    ResponderExcluir