DOE PALAVRAS

Um movimento para levar mensagens de força aos pacientes com câncer do Instituto Mário Penna.

http://www.doepalavras.com.br/

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

"O sexo não deve permanecer sexo, este é o ensinamento do Tantra, ele deve ser transformado em amor. E o amor também não deve permanecer amor, e sim ser transformado em luz, na experiência meditativa, no último e supremo cume místico. Como transformar o amor? Seja o ato e se esqueça do ator. Ao amar seja o amor, o simples amor. Então não é seu o amor, o meu amor, o amor de alguém mais. Ele é simples amor. Quando você não está ali, então você está na mão da fonte, da corrente suprema, você desapareceu e se tornou apenas uma energia fluindo.
     O sexo é energia inocente, a vida fluindo em você, a existência viva em você. Não o mutile, permita que ele se mova em direção às alturas, isto é, o sexo deve se tornar amor. Qual é a diferença? Quando a sua mente é sexual você explora o outro. O outro é simplesmente um instrumento para ser usado e jogado fora. Quando você ama, o amor não é autocentrado, em vez disso o outro se torna importante, ímpar.
      Se esse movimento não for momentâneo e se tornar meditativo, isto é, se você puder esquecer completamente de si e a pessoa amada desaparecer, e houver somente o amor fluindo, então, Shiva diz, a vida eterna é sua."


Osho

Nenhum comentário:

Postar um comentário