DOE PALAVRAS

Um movimento para levar mensagens de força aos pacientes com câncer do Instituto Mário Penna.

http://www.doepalavras.com.br/

segunda-feira, 25 de junho de 2012

“Quando eu medito, é como se eu fosse o céu” – Léo, 6 anos

Dezoito crianças frequentam diariamente a Escola de Educação Infantil, e 50 crianças vêm semanalmente ao Sítio, em Lambari-MG, para as atividades do Programa Florescer. Atualmente, os programas do Sítio beneficiam mais de 60 professores e cerca de 1000 alunos de outras escolas. Em 2012, o Sítio começou a atuar em 11 escolas da região, levando programas baseados em valores compassivos, na responsabilidade, no respeito pelas diferenças, no diálogo, na solução pacífica de conflitos e na alegria. Esses valores são ensinados e aplicados em projetos de conscientização ambiental, social e pessoal utilizando-se das ferramentas da agroecologia e da meditação.

Os alunos da escola vêm ao Sítio todos os dias e ficam aqui durante quatro horas no período da tarde. São crianças entre 2 e 6 anos de idade vindas da zona rural e também da cidade. As crianças aprendem agroecologia, música, yoga e meditação e vivenciam um ambiente de pré-alfabetização de forma integrada com a natureza, além de brincar muito. Nossa escola conta com quatro educadores que estão aqui diariamente, além dos professores de agroecologia, música e yoga que dirigem atividades específicas.

Um dos destaques do Sítio é o Programa Florescer, que tem foco na agroecologia como meio hábil para a conscientização integral (ambiental, social e pessoal). Além das crianças que participam diretamente do projeto aqui no Sítio, recebemos a visita de grupos escolares e oferecemos apoio técnico à implementação sustentável de hortas e jardins orgânicos em diversas outras escolas da região, através de um convênio com a Prefeitura Municipal. O Programa Florescer permeia todas as nossas atividades: tudo aqui é feito de forma a causar o menor impacto possível ao meio ambiente. Grande parte dos produtos agrícolas que produzimos é utilizada para nosso próprio consumo. O excedente é vendido e gera um pequeno retorno financeiro. Com a expansão da área plantada do Sítio, uma quantidade ainda  maior da nossa sustentabilidade virá do que produzimos: café orgânico, feijão, milho, amendoim, mandioca, batata doce, inhame, maracujá, manga, frutas cítricas e verduras e legumes da nossa horta.

As bênçãos aqui no Sítio podem ser sentidas e vistas de muitas formas, mas o mais notável é presenciar o alcance da motivação pura de Chagdud Rinpoche. Qualidades positivas estão florescendo no coração de crianças, jovens e adultos das mais variadas realidades sociais e com as mais diversas histórias de vida, e assim elas vivem com mais responsabilidade, aprendendo a ser um bom exemplo para os outros.

Em julho, o Sítio abrigará três eventos importantes. O primeiro, entre os dias 4 e 5, será um “Treinamento em Educação Sustentável” para 80 professores da rede pública de ensino. O treinamento será oferecido pela Mary Anne Müller, instrutora do Chagdud Gonpa e do Instituto Bodisatva para a Paz. O segundo evento, também orientado pela Mary Anne, será o “Treinamento Bodisatva: Práticas para a Paz e a Ação Altruísta” e acontecerá nos dias 6, 7 e 8 de Julho. O terceiro será um retiro com Chagdud Khadro: “Florescendo as Seis Perfeições na Ação”, entre os dias 9 e 12.

Agora, crianças e professores do Sítio contam um pouco da nossa história…

“Antes de frequentar o Sítio, tudo pra mim parecia difícil, e meu dia começava sempre pesado. Agora eu acordo, faço minha meditação e tudo fica mais leve. Antes, eu achava que os problemas estavam fora de mim, hoje eu sei que tanto os problemas quanto a felicidade estão dentro de mim.” – Fábio, 35 anos, monitor do Programa Florescer e aluno da Apae

“No Sítio, eu me sinto um campeão” – Taciano, 24 anos, monitor do Programa Florescer e aluno da Apae

“O Rinpoche não desiste de ninguém e tem muitos meios para fazer com que as pessoas criem méritos. Eu sei que foi ele quem me trouxe ao Sítio.” - Adriana, nova educadora da Escola de Educação Infantil Sítio Esperança

“Mais do que uma equipe, aqui no Sítio somos como uma grande família. Sei que podemos contar uns com os outros em qualquer situação. Trabalhando no Sítio me tornei uma pessoa mais tranquila. As crianças falam pouco, mas nos ensinam muito. Ao lado delas não consigo sentir tristeza ou desânimo. Agradeço a Deus a oportunidade de vivenciar a experiência de trabalhar diariamente no Sítio Esperança.” – Vanessa, pedagoga da Escola de Educação Infantil Sítio Esperança

“Ao participar das vivências e treinamentos do Sítio Esperança, nos sentimos valorizados como pessoas e como profissionais.” – Dalma, coordenadora pedagógica da Apae

“Com o Sítio Esperança, me tornei uma pessoa melhor. Antes, pisaria num formigueiro sem pensar, hoje tomo cuidado com tudo. Sou mais calma e mais tranquila, e a meditação faz toda a diferença.” – Fatinha, professora da Apae e da Escola Estadual José Benedito Rodrigues

“Amo estudar no Sítio Esperança. Amo meus amigos e meus professores. Quando eu medito, sinto mais amor por todo mundo.” Francisco, 5 anos, aluno da Escola de Educação Infantil

“Quando eu medito, é como se eu fosse o céu” – Léo, 6 anos, aluno do Programa Florescer

 http://windhorse.chagdud.org/2012/06/novidades-do-sitio-esperanca/ 

 http://sitio.chagdud.org/ositio/

Nenhum comentário:

Postar um comentário